SOBRE

 Como toda criança, eu, Luiz Felipe, já passei por aquilo que chamam hoje de Bullying. E um dos muitos apelidos desafortunados que já tive o desprazer de pôr em minha lista foi esse que hoje é o destacante nome do meu humilde portfólio. Chapunso, o chapa de urso. E por mais que Chapunso não faça muito sentido isso não faz muita diferença quando se é menino, você só se importa com o superpoder que aquele apelido acarreta, não se ele faz sentido ou se respeita gramaticalmente as regras.
 Chapunso. Da onde vem o "unso"? Vocês devem estar se perguntando no momento, não é? Para ser sincero com vocês queridos leitores, eu estou digitando essa breve apresentação com 19 anos e ainda nem mesmo sei esse enigma. Mas o fato é amigos, eu não me joguei do alto de um prédio, não cortei meus pulsos, não matei uma galinha e fiz um ritual satânico com o seu sangue para arruinar a vida do engraçadinho da minha infância (embora pense que a última opção seria interessante).
 Eu hoje simplesmente, amados leitores, como podem ver, transformei aquele apelido maquiavélico em uma outra identidade. Agora o que era frustrante se tornou para mim uma assinatura artística e o mais genial nome para um portfólio que eu poderia imaginar para a minha carreira de Designer Gráfico. Tudo bem, concordo com você Alfonso, exagerei no último tópico.